Na Maçonaria se comemora o Dia da Criança.

Assim que o mês de outubro se aproxima, os pequenos começam a contar os dias para 12 de outubro! Tradicionalmente, o Dia das Crianças é a data em que elas ganham presentes e brincam bastante…

Esta data, no Brasil, o Dia das Crianças surgiu ainda na década de 1920. Depois do 3º Congresso Sul-Americano da Criança que aconteceu no Rio de Janeiro. Em  1923, o deputado federal Galdino do Valle Filho decidiu aproveitar a ocasião e elaborou um projeto de lei estabelecendo a comemoração. Então, em 5 de novembro de 1924, o presidente Arthur Bernardes assinou o decreto Nº 4.867, que instituiu 12 de outubro a data oficial da festa da criança em todo o território nacional.

Porém, foi apenas em meados da década de 1950 que a celebração começou mesmo a acontecer na prática. Em parceria com a Johnson & Johnson, a fábrica de brinquedos Estrela lançou a campanha Semana do Bebê Robusto”. Com o aumento das vendas dos produtos da marca, outros empresários da área também passaram a apostar no sucesso desse dia. Assim, nos anos seguintes, a ação foi rebatizada de “Semana da Criança” e se tornou uma das principais datas comerciais do calendário brasileiro.

Oficialmente, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) estabeleceu 20 de novembro como o Dia das Crianças. Isso porque, nesse mesmo dia, em 1959, a instituição oficializou a Declaração dos Direitos da Criança. Entre eles, ter casa, alimentação, saúde e estudo; brincar, não sofrer abuso ou violência, ter uma família e receber amor. 

Ao redor do mundo, a comemoração acontece em diversos países, em datas diferentes e de maneiras distintas. Em Portugal, ela ocorre em 1º de junho. Na Índia, em 15 de novembro. Já na Turquia, o Dia das Crianças é em 23 de abril. Nos Estados Unidos e na Espanha, por exemplo, a data não é fixa. Ela é celebrada, respectivamente, no primeiro domingo de junho e no segundo domingo de maio.

E explicar para as crianças o que é a Maçonaria nem sempre é uma tarefa muito simples. Cercada de mitos e fechada em seus segredos as explicações, quando muito, são suficientes apenas para adultos.

Veja, então, uma dica para dar uma LUZ para aos seus pequenos, juntando  “Criança e  Maçonaria”. Iniciamos, dizendo que somos um Clube do Bolinha de gente grande!
E fazendo as seguintes perguntas – Se você nunca fundou um superclube secreto com seus amigos? Aposto que pelo menos já teve vontade, né? Pois na metade do século 15, lá na Inglaterra, um grupo de pessoas que trabalhavam com construção também teve essa vontade, e resolveu fundar um clube. O que eles não sabiam é que esse clube iria dar tão certo que, mais de 5 séculos depois, ainda iria existir! O nome dele? Maçonaria!

Mas…o que é que essa maçonaria tem de tão especial? Bom, para começo de conversa, o pessoal que participa dela acredita em coisas legais como liberdade e fraternidade, e tem um monte de sinais secretos divertidos, cumprimentos e senhas especiais.

E, a partir do século 18, quando os países que eram colônias de outros resolveram se libertar, os maçons tiveram um papel importante nesses movimentos de libertação. Aqui no Brasil, por exemplo, o pessoal da maçonaria participou da Inconfidência Mineira, da Conjuração Baiana e deu uma bela mãozinha no processo de independência brasileiro. E na Maçonaria temos alguns clubes onde se reúnem as nossas crianças, os nossos jovens. Os quais chamamos de APJ, DeMolay, Filhas de Jó e Lowtons que tem o compromisso de preparar nossas crianças, nossos jovens para a vida adulta dentro dos princípios morais, éticos e libertários.

Viva o dia da Criança!

Secretaria Estadual de Gabinete do GOB-GO.