URGENTE: Delações chegam ao Supremo e Cármen Lúcia oferece força-tarefa

A ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, colocará à disposição do ministro Teori Zavaski a estrutura que o relator da Lava Jato precisar para analisar os documentos da delação premiada de 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht.

Os documentos foram entregues ao STF nesta segunda-feira (19).

Cármen Lúcia determinou a criação de uma força-tarefa para ajudar Teori Zavascki. Ele contará com reforço de pessoal e espaço reservado para arquivar os documentos, que estão sob sigilo.

A assessoria de imprensa do STF informa que a equipe do Supremo já está trabalhando. Mas ainda não estão definidos os nomes dos membros da força-tarefa, e se serão designados novos juízes auxiliares para o gabinete do relator.

Os corruptos finalmente terão um Natal de cabeça quente.

Com Folha de S. PauloO Globo